Como são produzidas as SOF?

Fluxo de produção e publicação das SOF

fluxo_sof

Step 1– Seleção das perguntas, dúvidas clínicas ou dúvidas relacionadas ao processo de trabalho na Atenção Primária à Saúde (APS), originadas de teleconsultorias (assíncrona ou síncrona) atendidas pelos Núcleos de Telessaúde no âmbito do Programa Telessaúde Brasil Redes, e que geraram material escrito. A seleção deve ser feita com base na relevância e pertinência da pergunta ou dúvida para APS e Equipes de Saúde da Família do SUS, e as teleconsultorias são selecionadas como potenciais SOF.

Step 2– Produção da resposta estruturada pelos Núcleos de Telessaúde, de acordo com os Termos de Referência, com indicação evidência que respalda a resposta (referência bibliográfica). É importante evidenciar os resultados e indicações de diretrizes clínicas, revisões sistemáticas e outros estudos de melhor nível de evidência disponível. Tanto na pergunta como na resposta, o anonimato (do paciente, da pessoa ou grupo de pessoas envolvidas no caso) deve ser mantido. E a resposta deve ser direta, clara e com linguagem e conteúdo adequado ao tipo de profissional que originou a pergunta.

Step 3 – Envio da potencial SOF para BIREME para revisão e validação, com base em critérios de pertinência e relevância para APS, assim como clareza e completeza da resposta, e seguimento dos termos de referência definido.

 

Step 4- Revisão das potenciais SOF – o processo de revisão e avaliação é realizado por consultor com especialidade em Medicina de Família e Comunidade e experiência na APS, externo ao Núcleo de Telessaúde responsável pela autoria da SOF. As SOF aprovadas são publicadas na BVS APS. As SOF não aprovadas ou indicadas para ajustes são devolvidas ao Núcleo de Telessaúde responsável.

Step 5– Publicação da SOF – as SOF aprovadas pelo revisor são indexadas de acordo com o DeCS/MeSH e CIAP2, registradas na base de dados com inclusão de links para outras SOF relacionadas ao tema, e publicadas na BVS APS.